3

O que é AMOR para vocês???

Oi Queridas!!!

Vamos falar de amor neste fim de semana, começou a Primavera meninas e tem estação mas Romântica?!
Bom para variar fui a procura de algo que falasse sobre o AMOR... lógico que não precisei procurar muito, passei no Blog da Ligia e já achei!!! Mas antes vou contar uma "histórinha".
Ontem sai da empresa com uma amiga, que está noiva, e logo estará morando junto com seu marido no apartamento que eles acabaram de comprar, e ela me perguntou como estava indo minha vida de casa, eu disse que bem, so estava tendo dificuldades na limpeza, é  para quem não fazia nada, queridas é difícil... Então ela falou que este não seria o problema dela, mas sim se acostumar com alguém, VIVER JUNTO, dormir todos os dias junto, mesmo depois de brigas, discussões, alguém com manias, DIFERENTES DAS SUAS, opiniões diferentes... hum... Complicadinho né?!
Bom não digo que nunca briguei com meu marido, mas é difícil brigarmos... SOMOS BRINCALHÕES, acordamos brincando, dormimos brincando.... Acho que nenhum dos dois cresceu ainda, mas isto é MARAVILHOSO, por mim todos os casais devem ser assim, FELIZES, independente das dificuldades... Assim fica mais dificil aparecer uma briga!!!
Temos que ser tolerantes, pacientes, não apenas ver defeito nos outros, mas enxergar os nossos também... Não digo que iremos aceitar tudo, baixar a cabeça, deixar de ser quem somos, mas prestar atenção nos momentos, na hora que cada pode falar, até onde ir com a briga. É difícil mas O TEMPO ENSINA!! A VIDA ENSINA!!
Casamento pode não ser eterno, mas temos que pensar que será, vejo hoje muitas pessoas falando:

“ Vou casar, se não der certo separa!”

Se pensa assim, então acho melhor pensar melhor, tá casando já pensando em separa? Já pensando que pode não dar certo? Para que tentar? Pense que serão felizes o tempo não importa, mas vivam com intensidade. Também não é o tamanho da aliança, a grandeza da festa, o lugar da lua-de-mel, e nem o tamanho da casa/apartamento, que vão dizer/demonstrar o TAMANHO DO AMOR, quanto este amor irá durar...  É o respeito, a confiança, o carinho, a admiração de um pelo outro, a paciência... Lógico que todos/as queremos coisas boas, uma super casa, uma mega aliança, mas quanto isto pesa, quanto isto vale???  O que está acima??? O AMOR ou as COISAS MATERIAIS???

Bom mas a Ligia, explica tudo isto de uma forma bem linda e agradável  em seu blog, veja abaixo:

Desde pequenos ouvimos a aprendemos tantas bobagens sobre o que significa amar que, quando crescemos buscamos muito mais a ilusão do que o amor verdadeiro. Sempre ouvimos nos contos de fadas que ‘eles viveram felizes para sempre’, assistimos casamentos em que as pessoas prometem se amar até que a morte as separe.

O que pensar, então, de um casal que viveu extremamente feliz durante 10 anos, mas cujo amor conjugal se transformou em um amor fraternal, isso significa que eles nunca se amaram? Muitas bobagens ensinadas e poucas verdades realmente aprendidas! Tudo se transforma o tempo todo no universo, a única certeza que temos é a da mudança, nada é estático, o fluxo das nossas existências exige readaptações constantes.

O amor começa a morrer justamente no momento em que ele está garantido pela morte! Existe coisa pior do que você prometer que terá que ficar ao lado de alguém feito uma lei? Não consigo imaginar o amor como um dogma, ele é um sentimento vivo e não uma imposição.

Se prometermos que procuraremos nos transformar para melhor, junto com o amor, então selaremos uma intenção honesta e verdadeira. Amor não combina com a prepotência do ‘ter que fazer o casamento dar certo’, justamente por isso não trocamos algemas quando casamos, propomos uma aliança, uma parceria de intimidade, de lealdade e de bem querer.

Sempre que o homem ou a mulher se esquecem de acariciar os sonhos do outro, de brincar de pegar em torno da mesa de jantar, de sorrir quando ela se suja de mostarda ou quando ele fica ‘bicudo’ porque o time do coração vai mal, a poesia conjugal começa a perder a rima. Precisamos criar versos de afeto, prosear com prazer sobre os detalhes cotidianos, poetizar sobre o futuro.

Penso que o amor tenha que ser como uma oração, se for da boca para fora se torna ineficaz, se for caricato e exibicionista perde o sentido, se for automático passa apenas pelos lábios, porém não chega ao coração. Amor tem que ser sentido, possuir a sua própria forma de espiritualidade, necessita de conexão e profundidade. Assim como em uma oração não se deve pedir nada e nem barganhar, apenas agradecer e ofertar, o resto acontece com leveza.

Amor exige sintonia, requer que se fale sem nada dizer, pois tudo acontece dentro de nós, tal qual a oração. Quem ama sabe compreender um olhar, pequenos gestos, trejeitos, angústias, olhares lascivos, pedidos de colo, apertos de mão, carências, medos e certezas.

Quando olhar para o seu amado, olhe com o coração inundado de oração, de gratidão. Pense no quanto é maravilhoso encontrar um destino que deseja fazer parte do seu. Quando fizer amor pense na energia maravilhosa que ambos estão trocando. Sempre feche os olhos no momento do beijo, seja um selinho de despedida, um beijo roubado no meio do dia ou um longo e apaixonado beijo compartilhado nos recônditos da intimidade. A alma sente melhor as emoções quando nos interiorizamos, por isso os choros mais transformadores costumam cerrar os nossos olhos e os prazeres mais profundos nos convidam a fazer o mesmo.

Eu sempre acreditei que o amor é a força mais transformadora do mundo, gosto de imaginar que um dia, no futuro, não existirão mais religiões, que o amor será a única religião. Enquanto esse dia não chega vamos treinando os nossos amores, por nós mesmos, pelos familiares, amigos, pelo trabalho, pela nossa missão de vida e claro, pelo nosso amor, nosso parceiro.

Sabemos que amamos e somos amados quando as mágoas são perdoadas verdadeiramente e não se transformam em cartas aprisionadas na manga e recolocadas à mesa em cada nova discussão. Temos certeza desse sentimento quando as escolhas, as solidões e os desejos são respeitados, quando os tabus ficam do lado de fora da porta de casa e as diferenças são acolhidas e admiradas. O amor é real quando os personagens abandonam a casa pela porta dos fundos e as pessoas de verdade adentram pela porta da frente e a transformam em um lar.

Se você encontrar alguém que queira compartilhar esses sentimentos contigo, não prometa nada, não mate o amor, apenas sinta-o, nutra-o. Viva cada dia com gratidão, feito uma oração, pois no fundo o amor é isso, uma prece diante da vida.

Lígia Guerra

TENHAM UM ÓTIMO FIM DE SEMANA!!!
COM MUITAS FLORES!!!

Deixe sua opnião o que é o Amor para você?

3 comentários:

Ana Carla Cherchiglia disse...

Guriaaa que lindo isso!

Porque a gente complica tanto o amor né!


BjOs

Cintia Agnes disse...

Nossa que profundo, como as vezes a gente tem uma visão destorcida de tudo...Mi tentei comentar mas não estava aceitando sei lá o que aconteceu...to correndo e ando meio desaminada deve ser a falta do sol...tenho horror a tempo fechado...mas logo vai passar...eu ia comentar da tua viagem para floripa lá é tdb ...adoro a gente vai umas 4 a 5 vezes por ano lá passar eu aodro aquele lugar....

beijinhos

Cintia Agnes
http://comnossoestilo.blogspot.com

KINHA disse...

Olá Michelle

Amei seu blog e já estou seguindo. Vou aguardar a sua visita e ficarei feliz se me seguir também.

Venha participar do SORTEIO DAS PARCERIAS, só falta vc,

Bjooooooooooo....................
www.amigadamoda1.com

Postar um comentário